Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Emprego & Empreendedorismo

22
Fev18

CRITICAL Software está a recrutar

helena margarida

Divulgação

A CRITICAL Software está a recrutar tendo em vista a abertura de um novo escritório em Vila Real. Esta iniciativa está inserida na estratégia de expansão da tecnológica para o interior do país, que inclui também as cidades de Viseu, Tomar e Évora. Os novos escritórios, onde a CRITICAL Software quer fixar talentos juniores e seniores, deverão estar a operar já em abril. Numa fase inicial a empresa ficará instalada no Regia Douro Park e irá funcionar com 15 engenheiros de software, mas este número deverá aumentar até ao final do ano.

Gonçalo Quadros, CEO da CRITICAL Software, afirma a este propósito que “com a abertura destes quatro novos escritórios estamos a dizer às pessoas que vivem no interior do país que não precisam de abandonar os lugares onde têm as suas famílias, (...) num país que tende cada vez mais a inclinar-se para o litoral, deixando despovoado um território cujas características e potencialidades são essenciais para o crescimento saudável e sustentado da economia nacional”.

Refira-se que a abertura dos novos centros de engenharia está a ser levada a cabo em articulação com as entidades locais, autarquias e instituições de ensino superior, essenciais para o sucesso da iniciativa.

Os interessados poderão candidatar-se através do website da CRITICAL Software.

A CRITICAL Software tem sede em Coimbra, cidade onde nasceu em 1998. Em 2017 contratou 150 engenheiros, inaugurou um escritório no Porto, abriu uma nova subsidiária na Alemanha e reforçou a sua presença no Reino Unido.

Para além de estar a recrutar para os novos escritórios no interior do país, a CRITICAL Software tem atualmente um conjunto vasto de vagas em aberto, para trabalhar no litoral de Portugal e ainda noutros pontos do planeta onde está a desenvolver projetos.

Especializada no desenvolvimento de serviços para o suporte de sistemas críticos orientados à segurança e ao negócio de empresas, a CRITICAL procura, assim, responder aos desafios colocados pelo seu rápido e forte crescimento à escala mundial, principalmente em setores como o do automóvel, da aeronáutica, do espaço, da internet das coisas, da defesa ou das telecomunicações.

22
Fev18

ITSector tem 50 vagas para preencher

Bruno Fernandes

Direitos reservados

 

A ITSetor vai contratar mais de 50 novos colaboradores até ao final do 1.º semestre de 2018. 

A empresa portuense de desenvolvimento de software para o setor financeiro quer "dar resposta ao aumento de número de vendas e ao crescente número de projetos em carteira" para clientes nacionais e estrangeiro. 

Segundo Maria Inês Domingues, diretora do departamento de Recursos Humanos da ITSector, "estamos desde já a avançar no sentido de reforçar as equipas dos Centros de Tecnologias Avançadas que temos no país, através da contratação de 15 novos colaboradores para a unidade de Lisboa, 15 para Bragança, 10 para Aveiro, e 5 para Braga. Terminamos o ano quase a chegar à meta dos 400 colaboradores e em 2018 pretendemos chegar aos 450". 

A empresa procura "desde perfis juniores a perfis de maior senioridade" reforçar os "reforçar os seus recursos tecnológicos com funções ao nível do desenvolvimento e arquitetura de Sistemas de Informação (.Net, Java, Mobile - Hybrid, IOS e Android - Analistas, Testers, Gestores de Projeto) e, também, de perfis mais transversais, altamente especializados no desenvolvimento de negócio e da estratégia, como Business Developers, Designers e Marketeers", refere uma nota da empresa. 

A ITSector está presente em várias cidades do país mas também em vários mercados europeus e africanos. A empresa fechou 2017 com um volume de negócios de €14,37M e prevê que, em 2018, atinja os €16M. 

08
Jan18

“SMARTATHON’18” em Guimarães

helena margarida

Divulgação

A Plataforma das Artes e da Criatividade, em Guimarães, vai receber amanhã, 9 de janeiro, a partir das 9h30, a Smartathon’18, uma maratona de ideias que se apresenta como um desafio de cocriação de ideias inovadoras, soluções, tecnologias e modelos ao abrigo do projeto DREAM.

Trata-se de um consórcio europeu que resulta da ambição de seis cidades europeias em partilhar objetivos de inovação para o futuro, candidato ao programa H2020-Smart Cities and Communities, que visa combater desafios globais para gerar inovação urbana e reforçar a dimensão urbana do “sonho europeu”.

O evento SMARTATHON’18 visa promover a geração de ideias e soluções face aos temas prioritários de uma Smart City, tais como: clima, energia, dados, habitação, espaço urbano, água, resíduos, mobilidade, trabalho, pessoas e comunidades.

O projeto DREAM, de Guimarães, que enquadra o SMARTATHON’18, está à procura de novas visões, modelos, soluções, tecnologias e paradigmas para responder a novos desafios O SMARTATHON’18 pretende alcançar esses objetivos num ambiente colaborativo.

Informações adicionais

05
Jan18

Proença-a-Nova: Regulamento de Incentivo à Criação de Emprego já está em vigor

helena margarida

Município de Proença-a-Nova

O Regulamento de Incentivo à Criação de Emprego do Município de Proença-a-Nova já foi publicado em Diário da República (na edição de 28 de dezembro), possibilitando assim que as empresas instaladas no concelho usufruam de um conjunto de benefícios.

Proença Finicia – Crédito Local, Estágios Profissionais, Criação Líquida de Emprego e Inova Startup Proença são os eixos que sustentam os apoios às empresas que tenham sede e atividade no concelho de Proença-a-Nova. No primeiro, está disponível um crédito local destinado a empresas já em atividade, no valor máximo de 35.000,00 €, em que o Município assume 20% do valor concedido. Consoante a criação líquida de postos de trabalho, o valor do reembolso ao Município poderá ser isento em 40%, 70% ou integralmente. Quanto aos estágios profissionais, o pressuposto é que as empresas beneficiem de recursos humanos qualificados que contribuam para a inovação e expansão da entidade empregadora. Para os níveis de habilitação mais elevados propõe-se um apoio financeiro correspondente a 23,75 % da bolsa de estágio, com o valor máximo de € 1.500,00 pelo período de nove meses. Caso a empresa celebre um contrato de trabalho após o estágio, de duração mínima de doze meses, o empregador receberá apoio financeiro correspondente a 23,75 % do vencimento base do trabalhador com o montante de € 1.500,00.

No âmbito da criação líquida de emprego, o Município atribui apoios de € 1.000,00 ou € 500,00, com majoração de 20 % do valor do apoio financeiro caso se cumpram determinadas situações previstas em regulamento, para as empresas que contratem novos trabalhadores sem termo ou com duração superior a 12 meses. Para quem pretender investir na criação do próprio emprego, a Inova Startup Proença apoia com assessoria ao projeto e atribuindo um prémio de concretização do projeto empresarial e à constituição da empresa ou do próprio posto de trabalho, cujo valor monetário ascende a € 1.000,00 por ano, com a duração máxima de 2 anos.

 

11
Dez17

OP Jovem Portugal – Projetos em Votação

helena margarida

Divulgação

Está a decorrer a votação do Orçamento Participativo Jovem Portugal (OPJovem), que consiste num processo de participação democrática, desenvolvido pelo Governo da República Portuguesa.

Até ao dia 29 de outubro, centenas de jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 30 anos, inclusive, apresentaram mais de 400 propostas de investimento público nas áreas do Desporto inclusivo, Educação para as ciências, Inovação social e Sustentabilidade ambiental.

No total, foram selecionados 168 projetos, disponíveis para consulta no site oficial, encontrando-se a decorrer até ao dia 22 de dezembro de 2017 a fase de votação que poderá ser efetuada de duas formas: através da página OPJovem ou mensagem SMS gratuita para o 4310.

07
Dez17

Guimarães tem uma Incubadora de Base Rural à espera de Empreendedores

helena margarida

Divulgação

A Incubadora de Base Rural de Guimarães (IBR Guimarães) abre candidaturas a partir de 13 de dezembro para todos os empreendedores que desejem desenvolver a sua ideia ou plano de negócio de base rural no concelho. Com este projeto, a Câmara Municipal de Guimarães assume o seu desejo de facilitar as melhores condições para que empreendedores dinâmicos e proativos possam colocar todo o seu esforço e dedicação na criação do seu próprio negócio e, ao mesmo tempo, fomentarem o bom uso do solo e o desenvolvimento económico no concelho.

Em dezembro, são várias as sessões públicas de esclarecimento sobre os serviços prestados pela IBR Guimarães. As sessões, de participação livre e gratuita, estão programadas para as seguintes datas, locais e horários: 12 dezembro – Espaço Arte e Cultura, Ronfe, na antiga escola (19h00); 14 dezembro – Biblioteca Municipal Raul Brandão (10h00 / 11h30 / 14h00 / 15h30); 14 dezembro – Salão da Junta de Freguesia de Sande São Lourenço (19h00); 15 dezembro – Auditório da Cooperativa Agrícola Concelhia de Guimarães (10h30).

A Oficina do Empreendedor é a primeira de três etapas de incubação oferecidas pela IBR Guimarães, que visa dotar os empreendedores de conhecimentos que lhes permitam criar e operacionalizar um plano de negócio de base rural. Destina-se, por isso, a toda e qualquer pessoa que sinta vontade e determinação em lançar-se como empresário/a no ramo agrícola, pecuário, florestal, agroindustrial, serviços conexos e tecnologia aplicada aos setores referidos, que encontra agora, no Município de Guimarães, um parceiro privilegiado.

A Oficina do Empreendedor tem a duração de uma semana e está isenta de custos para o candidato. Nesta semana intensiva, os selecionados terão acesso gratuito a um programa de imersão no empreendedorismo de base rural, composto por formação em sala, sessões teórico-práticas e visitas de estudo aos melhores casos de sucesso nesta matéria.

Os interessados deverão submeter a sua candidatura de acordo com o exposto no Aviso de abertura que poderá ser consultado no site do município. Mais informações podem ser obtidas nas sessões públicas de esclarecimento e solicitadas por e-mail para o endereço ibr@cm-guimaraes.pt ou por telefone, através do número 253 421 218.

A IBR Guimarães foi criada em julho de 2017 com o intuito de apoiar jovens (mas não só) que pretendam abraçar a agricultura, a indústria artesanal (compotas, enchidos, pão artesanal, etc.), os serviços ligados à produção agrícola, a internet das coisas (IOT), entre outras atividades. De igual modo, capacita agricultores ou empresários agrícolas que pretendam diversificar a sua atividade, proprietários de imóveis com potencial para o Turismo em espaço rural, trabalhadores por conta d’outrem que desejem aprofundar o seu conhecimento para o desenvolvimento de negócios, entre muitos outros.

29
Nov17

Tens boas ideias para um concelho melhor? Apresenta-as ao Orçamento Participativo Jovem de Tomar

helena margarida

clark-tibbs-367075.jpg

Começa na próxima segunda-feira, dia 4 de dezembro, prolongando-se até 14 de janeiro, a fase de recolha de sugestões para o Orçamento Participativo Jovem 2018. Se tens entre 12 e 30 anos de idade, inclusive, podes apresentar as tuas propostas no site do município partindo da premissa: o que fazer com uma fatia de 10 mil euros do orçamento global do Município?

As propostas apresentadas e validadas pela equipa de gestão do OP Jovem serão colocadas à votação de quem se situe no escalão etário referido, entre os dias 16 de março e 15 de abril, de onde sairá a ideia vencedora, que será posteriormente posta em prática.  

Com a criação do Orçamento Participativo Jovem, há um ano, o Município quis contribuir para o exercício de uma participação informada, ativa e responsável dos jovens nos processos de governação local, garantindo a intervenção destes e das organizações da sociedade civil na decisão sobre a afetação dos recursos públicos de responsabilidade local.

22
Nov17

Município de Cerveira vai atribuir 10 bolsas de estudo a estudantes universitários

helena margarida

Município de Vila Nova de Cerveira

Está disponível no Portal do Município de Vila Nova de Cerveira, o regulamento que estabelece os princípios gerais de atribuição das bolsas de estudo, processo de candidatura, seleção dos candidatos, deveres e direitos dos bolseiros e o valor e forma de pagamento das bolsas concedidas.

Uma das contrapartidas dos jovens selecionados para atribuição deste incentivo é a realização de 70 horas de trabalho comunitário em atividades/serviços da Câmara Municipal, preferencialmente na área de formação frequentada ou outras de interesse.

De acordo com o Regulamento Municipal de Concessão de Bolsas de Estudo para Alunos do Ensino Superior, os estudantes candidatos a este processo devem entregar o requerimento previamente preenchido na Secção de Atendimento ao Utente entre 5 de dezembro de 2017 e 05 de janeiro de 2018, até às 16h30.

Para mais informações, enviar email para educacao@cm-vncerveira.pt ou consultar o Portal do Município de Vila Nova de Cerveira.

22
Nov17

Lança-te no “AJEPC Empreende”

helena margarida

Divulgação

Apoiar os jovens empreendedores com ideias inovadoras não só com a atribuição dos prémios monetários, mas principalmente com bolsas e consultoria que vão permitir desenvolver e maturar as ideias até ao ponto da sustentabilidade e da criação de uma empresa/emprego são os propósitos que sustentam o “AJEPC Empreende”.

Um projeto criado pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro em parceria com o Instituto Politécnico de Bragança (IPB) e a Associação de Jovens Empresários Portugal China (AJEPC) que pretende estimular a criação de emprego no Norte de Portugal, mas que está aberto à participação de ideias de todo o país.

Dia 28 de novembro, às 14h30, no auditório do edifício dos Novos Blocos Laboratoriais da UTAD vão decorrer os primeiros dois eventos de 4 pitch. Sendo que os outros dois decorrerão no IPB entre novembro de 2017 e março de 2018. O júri é composto por um elemento da AJEPC, um elemento da UTAD, um elemento do IPB, um consultor e um business angel.

Cada evento de pitch termina com a atribuição de três prémios:

  • 1º prémio - 5000€
  • 2º prémio - 2000€
  • 3º prémio - 1000€

É ainda possível atribuir duas menções honrosas no valor de 500€ caso o Júri considere que exista base para tal distinção.

Os vencedores irão beneficiar de uma bolsa nos 6 meses subsequentes para desenvolverem a sua ideia e assim criarem a sua empresa e o seu próprio negócio. Durante este tempo os jovens empreendedores serão acompanhados por consultores que os apoiarão na reflexão e desenvolvimento da sua ideia.

22
Nov17

Abertas Candidaturas ao Prémio Janssen

helena margarida

Divulgação

Já estão a decorrer as candidaturas ao Prémio Janssen que distingue trabalhos científicos de excelência em áreas chave para a saúde: Hipertensão Pulmonar, Imunologia, Infecciologia, Neurociências e Oncologia.

Até 31 de janeiro de 2018 os trabalhos podem ser submetidos por uma única pessoa ou em grupo – equipa de investigação através do site prémios Janssen. Os trabalhos de investigação científica apresentados a concursos devem ter sido concluídos após 31 de outubro de 2014 e realizados, na totalidade ou em parceria, em instituições portuguesas – unidades hospitalares, estabelecimentos de ensino superior e/ou centros de investigação.

O valor do prémio atribuído é de 60 mil euros (repartidos em três prémios). Os projetos vencedores serão conhecidos até ao final do mês de maio de 2018.

O Prémio Janssen Inovação resulta de uma parceria entre a Janssen Portugal, companhia farmacêutica do grupo Johnson&Johnson e Universidade Católica Portuguesa.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D